Ao responder a recorrente pergunta “Isto é arte?”, o crítico Ronaldo Brito afirmou certa vez: “a arte é que é isto. Qualquer isto. Um isto problemático, reflexivo, que é necessário interrogar e decifrar”. É dessa afirmação que o curador Tadeu Chiarelli retira o título para o recorte que faz da obra de Paulo Pasta, convidando o visitante a tomar parte na reflexão sobre o lugar e o tempo da pintura no mundo contemporâneo. Português.

114 pgs.